Ex-chiquitito faz revelação chocante sobre Carlos Alberto de Nóbrega: “Me chamou de traidor”

Pierre Bittencourt em ‘Carcereiros’ – Reprodução/Globo

Pierre Bittencourt é conhecido nacionalmente por ter dado vida ao Mosca na primeira versão brasileira do remake de ‘Chiquititas’ no final da década de 90, que contou com Fernanda Souza na pele da inesquecível Mili. Integrante do elenco de ‘A Praça é Nossa’, o intérprete do policial do humorístico do SBT, nesta última terça-feira (14), pôde ter sido visto no seriado ‘Carcereiros’, da Globo.

Encarnando o presidiário Geraldo na produção estrelada por Rodrigo Lombardi, o ator conseguiu repercutir no episódio em que foi assassinado. Em entrevista concedida ao site UOL, o ator, que além de trabalhar nas telinhas, é dublador de produções da Netflix e do cinema, como o premiado filme ‘Pantera Negra’ [‘Black Panther’, nome original], se mostrou satisfeito em ter participado da produção global, e destacou a tamanha visibilidade a emissora carioca possui.

“Fiz uma participação, e uma série muito bem feita, com a qualidade que tem ‘Carcereiros’, faz com que a galera assista bastante mesmo. As pessoas acabaram me vendo mais ali do que no programa que faço há 12 anos”, destacou. Um dos nomes mais antigos no elenco atual do programa do SBT, em que está desde meados de 2006, ele não escapou do alvo de Carlos Alberto de Nóbrega, comandante da atração, e relembrou que foi até chamado de ‘traidor’ pelolíder.

Pierre Bittencourt em ‘A Praça é Nossa’ – Reprodução/SBT

“Carlos Alberto chegou no dia seguinte à primeira cena que fiz e falou: ‘Eu te vi lá, hein? Seu traidor! Você foi trabalhar na Globo!”. Ele brincou e todo mundo riu. Respondi: ‘O que é isso, chefe? De jeito nenhum! Sou prestador de serviço tanto lá quanto aqui'”, relembrou. Ainda que venha a ser visto constantemente na ‘Praça’, Pierre acredita que é mais conhecido pelo seu personagem de policial gay, do que pela sua aparição marcante na trama juvenil: “Hoje em dia, a galera me reconhece muito mais pela ‘Praça’ do que por ‘Chiquititas'”.

Trajetória na TV

Engana-se quem acha que ‘Carcereiros’ é o primeiro trabalho de Pierre na Globo. O último havia sido em ‘Carandiru’, em meados de 2005, onde, coincidentemente, interpretou um detento. Ele também participou de outros formatos como ‘Você Decide’, as novelas ‘Despedida de Solteiro’ (1992), ‘Olho no Olho’ (1993) e ‘Retrato Falado’, quadro de Denise Fraga no ‘Fantástico’.

Veja também:

O post Ex-chiquitito faz revelação chocante sobre Carlos Alberto de Nóbrega: “Me chamou de traidor” apareceu primeiro em Área VIP.

ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *