Número de desaparecidos em desabamento de prédio na Nigéria segue desconhecido


Entraram no segundo dia as operações de buscas por sobreviventes de desabamento de imóvel onde funcionava escola infantil. Mulher busca nesta quinta-feira (14) pertences depois entre os destroços do imóvel desabou em Lagos, na Nigéria Afolabi Sotunde/ Reuters As operações de buscas após o desabamento de um prédio onde funcionava uma escola infantil em Lagos, na Nigéria, entra no segundo dia nesta quinta-feira (14). Oito pessoas morreram, mas o número oficial de desaparecidos ainda é desconhecido. O número de resgatados com vida também é impreciso. A agência Associated Press afirma que, segundo a Agência Nacional de Gerenciamento de Emergências, 37 pessoas foram retiradas dos destroços. Já a Reuters fala em 50. Testemunhas relataram que mais de 100 crianças estavam no imóvel no momento em que ele desmoronou. Porém, a gerente-geral da Agência Estatal de Gerenciamento de Emergências de Lagos, Adesina Tiamiyu, negou “categoricamente que houvesse mais de 100 crianças" no local. Em busca de informações, famílias faziam vigília em um hospital próximo a escola. Menina é retirada de escombros após prédio desmoronar em Lagos, na Nigéria, nesta quarta-feira (13) Afolabi Sotunde/ Reuters Ainda não se sabe o que fez com que o edifício de vários andares desabasse na quarta-feira (13). No local, havia residências, lojas e uma escola. O governador de Lagos, Akinwunmi Ambode, que visitou o local horas depois do desabamento, afirmou que o edifício era registrado como residencial e que a escola funcionava irregularmente no local. Ele disse ainda que a área vinha passando por testes estruturais antes do acidente. Na quarta, uma multidão acompanhou e aplaudiu quando crianças cobertas de poeira eram retiradas com vida dos destroços. Homem carrega criança resgatada dos escombros de prédio de escola que desabou em Lagos, na Nigéria Temilade Adelaja/Reuters
ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *