Maior artilheiro da história do Fluminense, Waldo morre aos 84 anos

Maior artilheiro da história do Fluminense, o ex-atacante Waldo morreu nesta segunda-feira, aos 84 anos. O ex-jogador será enterrado nesta quarta em Valência, cidade espanhola onde morava nos últimos anos, em uma clínica. Waldo, que sofria de Alzheimer, teve também passagens pela seleção brasileira.

Nascido em São Gonçalo, em 1934, ele iniciou a carreira no time carioca, em 1954. Com a camisa tricolor, marcou nada menos que 319 gols em "poucos mais de 400 jogos", de acordo com o Fluminense, que não soube confirmar o número exato de partidas. O clube, contudo, afirma que nenhum deste gols foi marcado de pênalti.

Ele tem ainda o recorde de gols marcados em apenas uma temporada pelo Fluminense: 69 gols, em 1959. Entre os títulos, se destacam o Carioca de 1959, o Torneio Rio-São Paulo de 1957 e 1960, e o Torneio Início de 1954 e 1956. Foi artilheiro do Carioca de 1956 e em duas edições do Rio-SP.

"O Waldo foi o maior artilheiro de todos os tempos do Fluminense e é difícil imaginar que um dia ele possa ser ultrapassado. É uma perda que dói muito. Conheci o Waldo pessoalmente quando veio da Espanha para participar de uma Flu Fest. É mais um ídolo que se vai. É o grande artilheiro da nossa história. Todas as homenagens serão poucas. Esperamos que a partir de agora ele fique lá de cima torcendo para o nosso Fluminense", disse o presidente do Fluminense, Pedro Abad, que declarou luto oficial de três dias.

Waldo jogou com a camisa da equipe carioca até 1961, quando se transferiu para o Valencia. E, no clube espanhol, também fez história. Pelo time, marcou 157 gols em 294 partidas em nove temporadas, entre 1961/1962 e 1969/1970. Assim, ele se tornou o segundo maior goleador da história do Valencia.

"Ele foi um dos protagonistas mais importantes e excepcionais do período da história mais brilhante do Valencia, na década de 60", disse o clube, em comunicado, ao lamentar a morte de Waldo. Com informações do Estadão Conteúdo.

ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *