Boselli lidera reservas do Corinthians contra o Botafogo-SP

Fábio Carille deve escalar um time misto na partida deste domingo, às 19 horas, contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista. Embora todos os reservas lutem por espaço na equipe, o argentino Mauro Boselli encara o confronto como a grande chance de marcar seu primeiro gol pelo Corinthians. Para ele, o jogo vale um pouco mais do que para os outros reservas.

Ofuscado pela boa fase de Gustavo, autor de oito gols em 11 partidas, o argentino tenta incomodar o titular absoluto. Segundo maior artilheiro do León, do México, com 130 gols em 231 apresentações, Boselli foi monitorado pelo Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians por mais de cinco anos, desde que chegou ao clube mexicano. Ele foi contratado pela habilidade no jogo aéreo e poder de finalização. Sua chegada foi cercada de expectativa.

Após cinco jogos, nem o argentino de 33 anos imaginava que ficaria no banco com remotas possibilidades de virar titular. Na partida diante do Avenida, pela Copa do Brasil, Carille revelou que só optou por três atacantes (Vagner Love, Boselli e Gustagol) porque queria evitar a decisão por pênaltis – no final, festejou vitória por 4 a 2. "Tem hora que vai precisar, ainda mais em uma partida na qual a gente precisava buscar o resultado. Complicado jogar com três jogadores assim, de características parecidas, mas a gente vai se acertando", disse Love.

Por enquanto, ele tem adotado postura humilde e simpática. Ao longo da semana, publicou uma foto ao lado de Gustagol elogiando o companheiro. "Crack on fire", escreveu o argentino nas redes sociais utilizando uma gíria para a boa fase do centroavante corintiano.

A única polêmica em que se envolveu no Brasil foi em um treino durante a semana. Ele reclamou de uma pancada no rosto após dividida com o volante Richard. A discussão foi ríspida, e o auxiliar Fabinho Felix precisou intervir para acabar com a discussão – Carille estava participando de curso de capacitação na CBF. No dia seguinte, a comissão técnica decidiu treinar no campo mais afastado do CT, longe dos jornalistas.

Líder do Grupo C do Paulista com dez pontos, um a mais do que Ferroviária e Bragantino, o Corinthians tem situação confortável. Por isso, o treinador deve poupar os titulares pensando no jogo de quarta-feira, diante do Racing, pela Copa Sul-Americana. Como empatou por 1 a 1 na ida, em casa, o time de Carille precisa vencer fora. Empate sem gols favorece a equipe argentina, líder do torneio em seu país.

Com apenas uma vitória em sete jogos disputados no Campeonato Paulista, o Botafogo aposta na estreia do técnico Roberto Cavalo para iniciar uma arrancada visando uma possível classificação às quartas de final.

"Quero que meus jogadores tenham raça em todas as jogadas, temos que lutar, se não for na técnica vai ser na vontade. Pode ter certeza que vamos fazer o possível para colocar o Botafogo na próxima fase", prometeu o treinador que substituiu Léo Condé, desligado após a derrota para o Red Bull Brasil, por 3 a 1, em Campinas.

O treinador testou várias formações durante a semana, mas indicou que utilizará uma formação com três zagueiros, formada por: Plínio, que retorna de suspensão, Naylhor e Ednei. Lucas Mendes, que brigaria pela posição, está vetado pelo departamento médico, assim como Diones e Wellington Bruno.

Cavalo levará para o duelo uma dúvida no ataque. Bruno Moraes está recuperado de uma pancada sofrida na partida contra o Red Bull Brasil e deve iniciar entre os titulares. No entanto, ele disputa uma vaga com Rafael Costa, que treinou na equipe principal desde a chegada do treinador.

A certeza é que Felipe Saraiva deve começar jogando. Não está descartada ainda uma formação com três atacantes. Sendo assim, Pimentinha apareceria no lugar de Nadson. Mas a tendência é que inicie no banco de reservas.

ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *