Delegação de Juan Guaidó é recebida no Vaticano

A Secretaria de Estado do Vaticano recebeu nesta segunda-feira (11) uma delegação enviada pelo autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó.

O grupo incluía o chefe da comissão de Relações Exteriores da Assembleia Nacional, Francisco Sucre, e o representante na Europa para ajuda humanitária, Rodrigo Diamanti.

A missão teve como objetivo "explicar o plano de transição para a recuperação da democracia na Venezuela por meio de eleições livres e transparentes". Os delegados também devem ser recebidos pelo ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, principal voz pró-Guaidó no governo.

+ Guaidó não descarta intervenção militar na Venezuela

"Uma delegação venezuelana foi recebida hoje pela Secretaria de Estado. Foi reiterada a proximidade do Santo Padre e da Santa Sé ao povo venezuelano, principalmente àqueles que sofrem", disse Alessandro Gisotti, diretor interino da Sala de Imprensa do Vaticano.

"Além disso, foi ressaltada a profunda preocupação para que se encontre com urgência uma solução justa e pacífica para superar a crise, no respeito aos direitos humanos e buscando o bem de todos os habitantes do país, evitando derramamento de sangue", acrescentou.

+ Maduro inicia exercícios militares em resposta às 'ameaças de Trump'

O papa Francisco já se ofereceu para mediar as negociações entre governo e oposição na Venezuela, mas desde que esse seja um desejo dos dois lados. Guaidó, no entanto, rechaçou a proposta e disse a uma emissora italiana que "o tempo é outro" em seu país.

"A grande autoridade moral que o Vaticano e o Papa têm, na melhor das hipóteses, facilita o processo de garantias para alguns que hoje se recusam a ver a realidade", afirmou o presidente da Assembleia Nacional na ocasião. (ANSA)

Leia também: EUA e Rússia disputam apoio na ONU a resoluções sobre a Venezuela

ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *