IML identifica quinta vítima do incêndio no CT do Flamengo

O IML (Instituto Médico Legal) do Rio já identificou cinco das dez vítimas do incêndio ocorrido nesta sexta-feira (8) no Ninho do Urubu, centro de treinamentos do Flamengo.

O corpo de Gedson Souza, 14, foi o quinto oficialmente identificado, neste sábado (9), com análise de impressão digital e exame de arcada dentária.

Outras quatro vítimas já haviam sido identificadas e foram removidas do IML por seus parentes -Arthur Vinicius, 14, Pablo Henrique, 14, Victor Isaías, 15, e Bernardo Pisetta, 14.

+ Vídeo mostra atletas correndo para fugir de incêndio no Ninho do Urubu

+ Aos 43, Anderson Silva mira em título e UFC tenta salvar audiência

Victor foi o único identificado apenas com a digital. Nos casos de Pablo e Gedson, foi necessária confirmação com dados da arcada dentária. Arthur e Bernardo não tinham mais digitais e foram identificados pela arcada dentária.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, os legistas tentam identificar os outros cinco também com exames de arcadas dentárias. Os corpos estão carbonizados, o que impede o reconhecimento por suas famílias ou por impressão digital.

Caso a técnica não funcione, a identificação terá que ser feita por exame de DNA, que leva cerca de duas semanas para dar resultado.

Por isso, o IML pediu às famílias que apresentem o maior número possível de exames dos atletas.

O incêndio, que ocorreu no início da manhã de sexta, deixou ainda três feridos: Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14, Francisco Dyogo Bento Alves, 15, e Jhonatan Cruz Ventura, 15.

Jonathan é o ferido que apresenta quadro clínico mais grave. Ele está com queimaduras de terceiro grau em cerca de 30% do corpo. O fogo atingiu sua face, membros superiores e as mãos. Com informações da Folhapress.

ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *