Após polêmica, partido retira candidatura de princesa da Tailândia


Decisão foi anunciada horas depois de ter sido desacreditada publicamente pelo monarca. Imagem de outubro de 2017 mostra a princesa Ubolratana Mahidol da Tailândia AP Photo O partido Thai Raksa Chart recuou e retirou neste sábado (9) a candidatura da princesa Ubolratana, irmã mais velha do rei da Tailândia, ao cargo de primeira-ministra do país. Decisão foi anunciada horas depois de ter sido desacreditada publicamente pelo monarca. Em comunicado, o partido político afirmou que "se submete à ordem real" com "lealdade" e "respeito a todos os membros da Casa Real". Na sexta-feira (8), a princesa Ubolratana Rajakanya Sirivadhana Barnavadi, de 67 anos, anunciou a candidatura pelo partido que faz oposição à junta militar que chegou ao poder após um golpe de estado. Após vários atrasos, as eleições marcadas para 24 de março serão as primeiras desde 2014. Representante do partido Thai Raksa Chart entrega nesta sexta-feira (8) ficha com a foto da princesa Ubolratana a Comissão Eleitoral da Tailândia, em Bangcoc AP Photo O partido Thai Raksa Chart é ligado ao ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, que foi deposto em um golpe de estado em 2014 e está foragido da Justiça do país. O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, chamou de "extremamente inapropriada" e "inconstitucional" a decisão da irmã de concorrer ao cargo de primeira-ministra. "O envolvimento de um membro da família real na política, não importa de que maneira, afronta às tradições, costumes e cultura do país”, afirmou o rei em um comunicado. Oficialmente, a princesa perdeu seu título real quando se casou com um americano, em 1972. Ela retornou à Tailândia no fim dos anos 1990, depois de se divorciar. Apesar de não ter recuperado seu título original, ela é vista e tratada como um membro da realeza pela população tailandesa. Príncipe Maha Vajiralongkorn em foto de maio de 2016 AP/Sakchai Lalit De acordo com a rede alemã Deutsche Welle, a princesa Ubolratana é muito popular na Tailândia e tem mais de cem mil seguidores no Instagram. Ela atuou em três filmes e gravou vários discos. Ela também causou comoção entre a população ao perder o único filho, que era autista, em um tsunami em 2004. A dinastia Chakri rege a Tailândia desde 1872. Desde 1932, o país é uma monarquia constitucional. A família real tem uma enorme influência no país. O antigo rei Bhumibol, pai de Vajiralongkorn e de Ubolratana, era venerado como um deus. Ele ficou sete décadas no trono, até a sua morte, em 2016.
ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *