Tio de vítima em potencial critica falta de informações do Flamengo

O tio de um dos jogadores da base que estava no alojamento no momento do incêndio criticou na tarde desta sexta-feira (8) a falta de informações prestadas pelo Flamengo.

Sebastião Rodrigues é tio do lateral direito Samuel Thomas Rosa, 16.

Segundo o tio, o último contato com o sobrinho foi na quinta (7) à noite, por meio de mensagem de celular. A família do menino é de São João de Meriti (RJ). O rapaz optava por dormir no alojamento para evitar o deslocamento diário.

Rodrigues falou com a imprensa por volta das 14h30, na porta do CT, quando disse que não tinha informações oficiais do clube. Ele estava acompanhado de um funcionário do Flamengo, que o orientou a não responder perguntas de jornalistas sobre a atuação do clube, que só se manifestou oficialmente quase oito horas depois do incêndio, por meio de um pronunciamento do presidente, Rodolfo Landim.

O tio afirmou que até aquele momento não sabia se o sobrinho tinha sobrevivido ao acidente. Ele partiria para hospitais da região e para o IML em busca de informações.

"Oficialmente, o Samuel está morto. Eu ainda tenho esperança, mas tudo indica que ele não sobreviveu. Se ele tivesse vivo, nós já teríamos sabido. Era um menino especial, que tinha o sonho de ser profissional", disse. Co informações da Folhapress.

+ Segurança do Ninho do Urubu não tinha aprovação dos Bombeiros

+ Maior tragédia desses 123 anos de história, diz presidente do Flamengo

ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *