Terceira fase da Operação Off Line prende dupla suspeita de liderar associação criminosa que aplicava golpes em empresas


Crimes foram cometidos nas regiões de Presidente Prudente e Araçatuba (SP). Polícia Civil estima que prejuízo das vítimas supera R$ 1 milhão. Terceira fase da Operação Off Line também apreendeu equipamentos e documentos Polícia Civil/Cedida Uma operação da Polícia Civil de Presidente Venceslau prendeu nesta sexta-feira (27) dois homens suspeitos de serem líderes de uma associação criminosa que aplicou golpes em empresas da região de Presidente Prudente e de Araçatuba (SP). Conforme a polícia, os prejuízos superam R$ 1 milhão. As prisões preventivas foram cumpridas durante a terceira fase operação, que tem o nome de Off Line. As investigações policiais começaram em novembro de 2017, quando um empresário de Presidente Venceslau informou a Polícia Civil um prejuízo de R$ 70 mil relacionados a venda produtos agropecuários mediante emissão de boletos bancários. Após os trabalhos de investigações, foram identificadas 10 pessoas que entravam em contatos com as vítimas por meio de telefonemas ou mensagens de texto. A partir das informações obtidas, a Polícia Civil realizou duas fases da operação nos meses de dezembro de 2017 e fevereiro de 2018. Após as investigações e trabalho de análise dos materiais apreendidos nas duas fases anteriores, a polícia deflagrou na manhã desta sexta-feira (27), nas cidades de Presidente Prudente, Presidente Venceslau e Flórida Paulista a terceira fase da Operação Offl Line, com cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões preventivas dos líderes do grupo. As prisões dos homens de 33 e 49 anos foram decretadas pela Justiça, sendo que um dos suspeitos também foi preso em flagrante, conforme a polícia. De acordo com o relatório final das investigações, o grupo criminoso agia através da abertura de dezenas de empresas para aquisição de produtos de outros empresários da região, o que segundo a polícia, “representa expressiva atuação da criminalidade com apego econômico, cujos prejuízos são terríveis a empresários de nossa região, podendo levar vítimas, muitas vezes, a falência”. Outras fases Na manhã do dia 20 de dezembro de 2017 a Polícia Civil de Presidente Venceslau realizou a primeira fase da Operação Off Line e cumpriu buscas nas cidades de Flórida Paulista, Buritama (SP), Brejo Alegre (SP) e Birigui (SP), com o objetivo de colher provas que levassem os sujeitos, até então desconhecidos, às fraudes ocorridas em toda a região de Presidente Prudente. Na oportunidade foram apreendas mercadorias e documentos relacionados aos golpes, segundo a polícia. A segunda fase da operação ocorreu no dia 15 de fevereiro de 2018, quando sob a coordenação da Delegacia de Polícia de Pirapozinho, houve a recuperação de mercadorias e a prisão em flagrante de um dos líderes da organização. Na ação desta sexta-feira (27), dezenas de equipamentos e documentos fiscais relacionados as fraudes e as empresas foram apreendidos. Novas fraudes foram reveladas e as vítimas estão sendo comunicadas pela Polícia Civil. Operação Off Line desarticula esquema de golpes por telefone contra empresas agropecuárias
ARTIGO ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *